TCE


O prefeito de Manaus, David Almeida, realizou um balanço de ações da gestão municipal e apresentou novos projetos que serão implementados na capital amazonense. A troca do aterro sanitário de Manaus de localização, vagas em creches municipais e as grandes obras foram os principais destaques durante entrevista à Rede Amazônica, realizada nesta quinta-feira, 31/8.

O primeiro tema explanado pelo prefeito foi sobre a busca de alternativas para o aterro sanitário de Manaus. “A saída desse aterro de onde ele está para um mais longe vai onerar ainda mais os custos da Prefeitura de Manaus em, aproximadamente, R$ 90 milhões por ano. A prefeitura tem o seu próprio aterro, é o aterro municipal, da população da cidade de Manaus, então nós temos a solução que vamos apresentar para a Justiça, e eu tenho certeza que a Justiça vai entender as nossas argumentações e a prefeitura vai continuar gerenciando o seu aterro sanitário, ampliando e fazendo com que seja referência para o Brasil”, disse Almeida.

Durante a entrevista, o prefeito destacou também o avanço das grandes obras que acontecem na cidade, uma delas, é o projeto do complexo viário na interseção entre as avenidas Barão do Rio Branco e Governador José Lindoso (Torres), que já alcança 45% de execução. David Almeida lembra que a obra deve ser entregue até o fim deste ano, seis meses antes do prazo original.

“Nós licitamos para entregarmos no mês de junho do ano que vem. E estamos antecipando. Todas as estacas já estão fincadas e a boa notícia que nós damos para a população da cidade de Manaus, é que nós vamos entregar essa obra exatamente no Natal deste ano, antecipando em seis meses a entrega”, garantiu.

O chefe do Executivo municipal acentuou duas grandes frentes de obras na capital que avançam para a construção de novas áreas públicas com a assinatura da Prefeitura de Manaus.

“Nós temos outras grandes obras que estamos fazendo, como o parque Amazonino Mendes, que vamos entregar parte dele no aniversário de Manaus. A segunda parte, vamos entregar também no Natal. Temos também o grande píer de Manaus, o píer turístico no centro da cidade que é o mirante Lúcia Almeida, que vamos entregar também no Natal, então são muitas obras que temos e todas elas dentro do cronograma de execução”, completou.

Novas Creches

Preocupado com as famílias da cidade de Manaus, David Almeida também citou as construções de novas creches em diferentes zonas da cidade, conforme planejamento da prefeitura, e anunciou, ainda, mais de 600 novas vagas.

“Nós estamos finalizando mais três creches, uma no Braga Mendes, outra no Santa Etelvina, e outra na Vila Nova, e todas essas três obras estão com mais de 80% de conclusão, então, eu acredito que, entre um e dois meses, estarei entregando e com isso nós vamos abrir mais de 600 vagas de creche nessas três unidades que vamos entregar”, pontuou Almeida.

‘#Sou Manaus Passo a Paço 2023’

A poucos dias do maior festival de artes integradas do Norte, o prefeito David Almeida falou da parceria com os patrocinadores do festival e citou grandes eventos nacionais como o festival de Parintins, os carnavais do Rio de Janeiro e de Salvador, que são públicos, porém recebem investimento público e comercializam uma parcela dos acessos em locais determinados, para gerar receitas, que se revertem à realização dos próprios eventos.

“Carnaval do Rio é público-privado, o carnaval de Salvador é público-privado, assim como o festival de Parintins, e o #SouManaus, para que nós pudéssemos trazer essas grandes atrações, precisávamos das parcerias privadas. Isso se faz necessário em função dos investimentos das empresas privadas proporcionando à prefeitura dar esse presente para população. Pela primeira vez, nós vamos ter a maior atração internacional de DJs sem gastar um centavo da prefeitura, sem gastar um centavo do recurso do contribuinte”, disse Almeida.

Em seguida, o prefeito explicou também sobre o reconhecimento facial na entrada do evento!e enfatizou que as pulseiras são para o acesso em apenas dois dos sete palcos do festival.

“O reconhecimento facial será feito muito antes, logo na entrada, então todas as pessoas que queiram participar do evento, poderão entrar, só que para os dois grandes palcos, onde terão as atrações nacionais e a internacional, nós temos esse controle em função dos contratos dos próprios artistas, do controle de acesso para não ter aglomeração”.

Foto – Divulgação / Semcom