TCE


A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc), e o Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE), realizaram, nesta quinta-feira, 5/10, a assinatura de um Termo de Cooperação Técnica para a disponibilização de oficinas de capacitação para adolescentes e jovens atendidos pelo Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), desenvolvido e executado pelos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) do município.

Com a assinatura do termo, a parceria, antes pontual, passa a ser formalizada e estruturalizada a longo prazo, tendo como base os recursos materiais e técnicos oferecidos continuamente à população pela gestão municipal e agora pela iniciativa privada. Gerente do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, Josieth Araújo destacou a importância da parceria para a garantia de direitos dos jovens beneficiados.

“É um momento muito importante para a proteção social básica da cidade de Manaus, pois agora, independentemente do que aconteça em termos de gestão, o Termo de Cooperação Técnica garantirá a continuidade dos trabalhos que realizamos em parceria com o CIEE no atendimento de adolescentes em situação de vulnerabilidade social. Com isto consolidado, queremos também expandir esses trabalhos para a proteção social especial, levar a parceria para dentro dos Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas) e afins”, afirmou.

Além da disponibilização das chamadas “Oficinas de Cri@tividades”, inspiradas no Programa Nacional de Promoção do Acesso ao Mundo do Trabalho e com o objetivo de assegurar conhecimentos relacionados ao mercado de trabalho a jovens em busca do primeiro emprego, o Termo de Cooperação Técnica ainda abrange a realização das “Acolhidas com a Comunidade”, momentos didáticos onde a equipe do CIEE realiza uma apresentação geral de diversos programas de aprendizagem e estágio.

Luana Cruz Bottini, gerente de Projetos Sociais do CIEE, ressaltou ainda a importância para a instituição de se fazer cada vez mais presente em espaços de atendimento socioassistencial e outros tipos de ambientes próximos da comunidade.

“A missão do CIEE é estar perto da juventude. Estamos falando de acolher esses jovens, para então dar início ao seu processo de emancipação, ajudá-los a começar a pensar no que querem ser da vida, a sonhar. Não queremos que eles pensem e simplesmente procurem um local para ganhar dinheiro, queremos que eles pensem em seus propósitos de vida, em como podem colaborar com um mundo melhor, mais justo e saudável para todos”, explicou.

O estudante João Humberto Melo Nicolau, de 18 anos, participou da assinatura representando os adolescentes e jovens beneficiados pela parceria antes mesmo da assinatura do Termo de Cooperação Técnica. Atualmente estagiário no CIEE, João destacou a importância da iniciativa para outros jovens como ele.

“Tem sido uma experiência ótima e o fato de que outras pessoas terão a oportunidade de viver isso é maravilhoso. Até certo tempo atrás, não havia projetos como este que ajudassem jovens dessa forma, então acho muito importante, principalmente para aqueles em estado de vulnerabilidade social e que precisam desse apoio, que haja essa organização em prol da nossa profissionalização”, concluiu.

 

 

Fonte: Semasc

Foto: Diego Lima