O professor de zumba, Henrique Sparta, morreu neste domingo (12) após ficar 12 internado em um hospital de Manaus. Ele foi baleado ao sair da academia, no dia 31 de agosto, no conjunto Mutirão, do bairro Novo Aleixo, Zona Norte de Manaus. A informação foi confirmada pelos familiares e amigos nas redes sociais.

Testemunhas relataram à polícia que a vítima estava saindo de uma academia, quando ocupantes de um carro branco, de modelo não identificado, anunciaram o assalto e ao entregar o celular, Henrique foi baleado. Após o crime, os suspeitos fugiram sem serem identificados.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), foi acionado e encaminhou Henrique para o hospital Platão Araújo. Ele ficou em estado grave e morreu neste domingo.

A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) investiga o caso.