Brasil – Entre as muitas angústias de quem busca um emprego, uma delas é se interessar por uma vaga disponível no mercado e não ser informado previamente do valor do salário.

O Projeto de Lei (PL) 1149/22, do deputado Alexandre Frota (PSDB-SP), no entanto, propõe acabar com essa carestia de informação em descritivos de ofertas de trabalho. O PL obriga as empresas a informarem a faixa salarial e os requisitos necessários para o preenchimento da vaga. A proposta está em andamento na Câmara dos Deputados.

Pelo texto, a regra terá que ser cumprida por empresas públicas ou privadas. Companhias que descumprirem a norma poderão ser multadas em até 5 salários mínimos (em torno de R$ 6 mil nos valores de hoje).

O projeto será analisado em caráter conclusivo pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; e pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Tramitar em caráter conclusivo significa que, se o projeto for aprovado nas comissões, seguirá para o Senado sem precisar passar pelo Plenário. Mas, se 52 deputados recorrerem, o projeto terá de ir ao Plenário.

Depois desta etapa, o PL vai para votação para ser aprovado ou não. Em caso positivo, segue para sanção ou veto.