Foto: Divulgação

Projeto faz intervenção urbana com artista isolada em estrutura arquitetônica de mais de dois metros que faz alusão ao isolamento social, e ofertará oficinas para público

‘A Bolha’ é um experimento cênico que explora memórias no cenário de pandemia da COVID-19 e usa a metáfora da bolha, que traz consigo a representação de diversas imagens pandêmicas. Em dezembro de 2020, o espetáculo surpreendeu o público com intervenções urbanas em dois pontos da cidade de Manaus. Em circulação, o espetáculo será executado em Rio Preto da Eva, ofertará oficinas e exibirá um curta documentário sobre o projeto.


A programação do Espetáculo A Bolha, solo de Daniely Peinado, será gratuita e inicia a partir de 09 de outubro com oficinas de 14h às 18h, 10 de outubro com intervenção urbana às 17h, seguindo nos fins de semana 16, 17, 23 e 24 de outubro, com a realização das oficinas ‘Pensamento urbano’ e ‘Do roteiro à direção’, e exibição do documentário ‘A Bolha: rumo ao interior’. As oficinas terão como público professores de artes da educação básica, artistas locais e interessados.

Uma estrutura arquitetônica com mais de dois metros foi construída para a intervenção urbana, que tem caráter surpresa, fazendo alusão ao isolamento social. “A proposta é uma ocupação, pois queríamos que o projeto tivesse uma continuidade, então vamos mais de uma vez na cidade. A intenção é que os participantes multipliquem o que construirmos juntos como produtos das oficinas. Organizamos pedagogicamente nosso processo artístico para compartilhar com o público local de Rio Preto. Será uma troca bem significativa”, conta a autora e atriz Daniely Peinado.

“Ficamos um ano e meio fazendo somente trabalhos online e estamos na expectativa para esse primeiro contato com o público após a vacinação, e a preparação do documentário está sendo focada nisso, em mostrar a logística do espetáculo e a receptividade das pessoas. O espetáculo retrata um pouco o sufocamento que a quarentena trouxe, muitas pessoas podem se identificar. Estamos animados”, explica Denni Sales, oficineiro e fotógrafo.

Durante a circulação, a equipe produzirá um curta documentário ‘A Bolha: rumo ao interior’, sobre os bastidores da produção teatral e contará com depoimentos de participantes das oficinas, que será exibido dia 31 de outubro, às 15h na Igreja de Cavaco, e estará disponível na plataforma Caixa Cênica Virtual, site oficial do NUPRAMTA.

O projeto foi contemplado pelo Prêmio Encontro das Artes para projetos artísticos, culturais e de economia criativa e solidária no interior do estado do Amazonas, da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa (SEC/AM), uma ação da lei Aldir Blanc, que prevê medidas de apoio financeiro ao setor cultural atingido pela pandemia do novo Coronavírus, e tem apoio da Prefeitura de Rio Preto da Eva

Confira a programação

09/10 – Oficinas ‘Pensamento urbano’ e ‘Do roteiro à direção’

Local: Centro do Idoso de Rio Preto da Eva | Horário: 14h  às 18h

Ministrantes Oficina ‘Pensamento urbano’: Daniely Peinado e Vanja Poty

Ministrantes Oficina ‘Do roteiro à direção’: Denni Sales e Victor Kaleb

10/10 – Apresentação do Espetáculo A Bolha

Local: Área externa da Igreja de Cavaco | Horário: 17h

16 e 17/10 – Oficinas ‘Pensamento urbano’ e ‘Do roteiro à direção’

Local: Centro do Idoso de Rio Preto da Eva | Horário: 14h às 18h

Ministrantes Oficina ‘Pensamento urbano’: Daniely Peinado e Vanja Poty

Ministrantes Oficina ‘Do roteiro à direção’: Denni Sales e Victor Kaleb

23 e 24/10 – Mostra das oficinas ‘Pensamento urbano’ e ‘Do roteiro à direção’

Local: Centro do Idoso de Rio Preto da Eva | Horário: 14h às 18h

Ministrantes Oficina ‘Pensamento urbano’: Daniely Peinado e Vanja Poty

Ministrantes Oficina ‘Do roteiro à direção’: Denni Sales e Victor Kaleb

30/10 – Transmissão do documentário ‘A Bolha: rumo ao interior’

Local: Plataforma Caixa Cênica Virtual

31/10 – Exibição do documentário

Local: Igreja de Cavaco, AM-010, Rio Preto da Eva – AM  | Horário: 15h

 

Sobre o NUPRAMTA

O Núcleo de Práticas Meditativas no Treinamento do Artista (NUPRAMTA) é um projeto de extensão e pesquisa que está em seu quinto ano de atividade e que visa oferecer aos artistas da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), e da comunidade manauara a possibilidade de vivenciar caminhos de experimentação em seus percursos inventivos por meio da articulação de técnicas provindas tanto da meditação, quanto do hatha yoga. O Núcleo tem como objetivo exercitar coletivamente experiências contemplativas como parte da preparação do ator/performer, buscando estabelecer brechas criativas em seus padrões habituais. Para além dos estudos em sala de ensaio e apresentações (agora virtuais), o projeto propõe práticas de ação interventiva e de performance na cidade de Manaus, com intenção de experimentação da relação do corpo contemplativo com as cartografias do espaço urbano e de seus transeuntes.

 

A Bolha

‘A Bolha’ é um experimento cênico onde a atriz fica dentro de uma bolha, uma estrutura arquitetônica de mais de dois metros de altura e faz alusão ao isolamento social vivido durante a pandemia da COVID-19.  Nos dias 15 e 18 de dezembro de 2020, o espetáculo surpreendeu o público com intervenções urbanas em dois pontos da cidade de Manaus, com transmissão online pelo canal youtube.com/nupramta.

O projeto foi contemplado pelo Prêmio Manaus Conexões Culturais 2020, da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), uma ação da lei Aldir Blanc, que prevê medidas de apoio financeiro ao setor cultural atingido pela pandemia do novo Coronavírus, e tem apoio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa (SEC/AM).

No ano de 2021, o espetáculo participou do Festival Amazônia Encena na Rua, de Rondônia, em março. Em abril, participou do Festival Potência das Artes do Norte e em maio da XIV Mostra de Teatro do Amazonas, no Concurso de Mini Dramaturgias de 140 caracteres, se classificando por voto popular entre os três textos mais votados para publicação em outdoors na cidade de Manaus. No dia 11 de outubro, participará da Mostra Presencial do XV Festival de Teatro da Amazônia da Federação de Teatro do Amazonas – FETAM.

 

Ficha técnica

Atriz-performer: Daniely Peinado

Direção: Vanja Poty

Dramaturgia: Daniely Peinado

Sonoplastia: Naty Veiga

Produção: Cleber Ferreira

Oficineiros: Daniely Peinado, Vanja Poty, Denni Sales, Victor Kaleb

Consultoria de figurino: Denise Vasconcelos

Consultoria de cenografia: Adelon Murari

Assessoria de Comunicação: Gabriella Lira

Fotografia e edição de vídeo: Denni Sales

Identidade visual e mídia: Agencinha

 

 

Fonte: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de R. Preto da Eva

Foto: Divulgação