Amazonas – A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) realizou, nesta sexta-feira (28), a entrega de 17 certificados de conclusão do curso de Revestimento Cerâmico para os reeducandos do Centro de Detenção Provisório de Manaus (CDPM I), localizado na BR-174 (Manaus-Boa Vista). A capacitação foi ofertada em parceria com o Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam), e teve como objetivo profissionalizá-los para que eles tenham uma ocupação dentro da penitenciária e quando retornarem ao convívio da sociedade. A cerimônia ocorreu no auditório da própria unidade.

O curso tem carga horária de 120 horas e foi ministrado entre os meses de novembro e dezembro. As aulas foram divididas entre teóricas e práticas, abordando temáticas como aplicação de pisos e revestimentos cerâmicos em obras e preparação de argamassas

Na ocasião, o secretário titular da Seap, tenente-coronel Paulo César Gomes, disse que a capacitação é de fundamental importância devido às suas diversas aplicações no mercado de trabalho, tanto com carteira assinada, quanto para quem quer trabalhar por conta própria.

“Adquirindo os conhecimentos fundamentais, os reeducandos terão mais chances no mercado de trabalho e mais vias para abrir até mesmo o seu próprio negócio”, destacou.

Durante a cerimônia, o diretor do CDPM I, Dirllaney Silva, destacou o trabalho da secretaria em proporcionar aos internos essas qualificações. “Mais uma vez cumprimos nosso papel de mostrar aos detentos que é possível levar uma vida digna por meio do trabalho e do estudo. Encerraremos este ano formando novos excelentes profissionais e isso nos enche de orgulho”, enfatizou.

Segundo a chefe do Departamento de Reintegração Social e Capacitação (Deresc) da Seap, Keyla Prado, esses cursos no sistema prisional promovem mais perspectivas de ressocialização dos detentos. “Ofertar esses cursos e oportunidades para a reintegração dos reeducandos à sociedade é o principal objetivo da atual gestão da Seap”, comentou.

Emocionado ao receber o certificado, o reeducando Gabriel (nome fictício), agradeceu à secretaria por proporcionar essa oportunidade de mudar a sua vida.

“Quando iniciei a minha pena, para mim a vida tinha acabado, pois sabemos como o mercado reage ao saber que você é um ex-detento, mas acaba que aqui dentro do sistema prisional eu encontrei uma segunda chance de mostrar para a minha família que eu mudei, saindo daqui qualificado, mesmo sendo novo no sistema prisional, foi aqui que eu encontrei a chance de recomeçar a minha vida, e espero durante esse ano me qualificar ainda mais”, disse.

Cursos

Somente em 2021, o Governo do Amazonas, por meio da Seap, em parceria com o Cetam, capacitou mais de 700 reeducandos nas unidades prisionais de Manaus e de cinco municípios do interior. Foram realizados 42 cursos, por meio do programa Trabalhando a Liberdade, incentivando a ressocialização de apenados e a preparação para o mercado de trabalho.