Pelo menos 30 mil pessoas participaram da convenção que marcou a disputa à reeleição do governador Wilson Lima (União Brasil). Ao lado do prefeito de Manaus, David Almeida (Avante), seu pré-candidato a vice-governador Tadeu de Souza (Avante), e o candidato ao Senado, coronel Alfredo Menezes (PL), Wilson destacou que esta campanha será a maior vitória do povo do Amazonas contra os políticos que dominavam o estado.

O ato aconteceu em uma casa de show na zona centro-sul de Manaus e reuniu mais de 40 prefeitos do interior. “Sabe qual a principal diferença entre mim, o David, o Tadeu e as pessoas que estão aqui? É que nós somos diferentes deles, nós somos iguais a vocês. Nós somos iguais a cada do que estão aqui. A gente sentiu na pele o que é dificuldade. Eles nunca tiveram estás dificuldades. Eles sempre governaram para beneficiar o grupo deles. O nosso governo é um governo que governa para o povo e voltado ao cidadão. Enquanto eles prometem, a gente governa e faz e entrega”, discursou ao destacar que vai precisar de coronel Menezes no Senado.

Para Menezes, este ano será a oportunidade para aposentar aqueles que representam a politica do mal e que nunca teveram interesse em desenvolver o estado. Ele afirmou que é possível substitui-los pela politica do bem, da realização, do desenvolvimento, da construção de pontes.

“O momento é de dar um basta neste modelo de fazer politica que está esgotado. Agora é marcharmos todos juntos para uma grande vitória, com apoio do presidente Bolsonaro, com o governador Wilson Lima e com todos os candidatos a deputados federais e estaduais que compõe essa verdadeira aliança para o triunfo e que entenderam esse momento historico que vive o estado do Amazonas”, destacou ao salientar que as pessoas sabem quem são os verdadeiros imimigos do Amazonas e do Brasil.

“É contra eles que devemos lutar e é deles que vamos vencer. Estamos todos juntos para caminhar numa unica direção: A vitória”, concluiu o candidato ao Senado da coligação. A convenção mostrou a força política de Wilson Lima e do arco de aliança formado pelo  União Brasil e pelos partidos Avante, Partido Social Cristão (PSC), Partido Liberal (PL), Partido da Mobilização Nacional (PMN), Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), Partido Progressistas (PP), Patriota, Republicanos e Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB). Na ocasião, mais de 200 nomes destes partidos deverão concorrer às vagas na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) e na Câmara Federal.

Foto- Hércules Andrade