TCE


Foto: Paulo Paiva / Foto DP

O auxílio emergencial de ao menos R$ 600 a ser pago pelo governo federal em razão da pandemia do novo coronavírus deve chegar às mãos de até 20 milhões de brasileiros até o fim desta semana. Segundo o Poder Executivo, 4,1 milhões de pessoas receberão o benefício ainda nesta quinta-feira (16/4).
O recorde de pagamentos do programa, de acordo com a Caixa Econômica Federal, acontecerá na sexta-feira (17/4), quando 7,5 milhões de brasileiros terão acesso à primeira das três parcelas do auxílio.
Até o momento, de acordo com o banco, o chamado “coronavoucher” já foi repassado a 7,1 milhões de pessoas. Ao menos R$ 4,7 bilhões foram utilizados para atender a essa parcela dos beneficiários. A estimativa da Caixa é de que, até o fim desta semana, no mínimo R$ 15 bilhões em benefícios sejam disponibilizados para os brasileiros considerados elegíveis para receber o auxílio emergencial.
Calendário de pagamento
Nesta quinta, beneficiários do programa Bolsa Família começarão a receber o coronavoucher. Os primeiros a ter acesso ao auxílio emergencial serão aqueles cujo o último dígito no cadastro do Número de Identificação Social (NIS) termine em 1. De acordo com o Ministério da Cidadania, 1.360.024 pessoas preenchem este requisito. Já na sexta-feira, serão contempladas as 1.359.786 pessoas que têm o último dígito do NIS igual a 2. Os repasses para os demais dígitos serão feitos, dessa forma, sucessivamente 
Segundo o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, das cerca de 14,3 milhões de famílias já atendidas pelo Bolsa Família, 13.566.568 foram consideradas elegíveis para receber um benefício de R$ 600 ou de R$ 1,2 mil, a depender da condição do requerente. Mãos solteiras e chefes de família, por exemplo, têm direito ao benefício maior. Os demais beneficiários do programa, por volta de 707 mil pessoas, serão contemplados com um valor entre R$ 600 e R$ 1,2 mil, de acordo com o Onyx, por já receberem essa quantia do Bolsa Família.
Dando sequência ao pagamento iniciado na quarta-feira (15/4) às pessoas inscritas no Cadastro Único do governo federal mas que não recebem Bolsa Família, a previsão é de que 2,3 milhões de brasileiros nascidos entre maio e agosto recebam o auxílio nesta quinta, por meio da Poupança Digital da Caixa. Na sexta-feira, o benefício devem ser creditado a 1,9 milhão de pessoas nascidas entre setembro e dezembro.