Uma adolescente de apenas 17 anos assassinou e ocultou o corpo da própria amiga Mary Luna Giraldo Arango, de apenas 13 anos. A vítima foi vista pela última vez com vida pela sua avó no dia 22 de março e a família iniciou uma intensa busca por ela.

O trabalho de buscas continuaram até que a melhor amiga de Mary Luna revelou que o corpo dela foi jogado às margens do rio Cauca, no município de La Victoria, Valle del Cauca, na Colômbia. A jovem confessou o crime em uma mensagem no WhatsApp para um familiar.

Segundo o Mega Notícias, ela teria enviado mensagem dizendo que precisava de roupas para fugir. “Você nunca mais verá a Lua, eu a matei”, disse ela em mensagens de texto via WhatsApp que enviou ao cunhado.

O rapaz alertou os familiares de Mary Luna. Nas mensagens ele também explicou onde estava o corpo do menor. Até o momento, os familiares não entendem os motivos que levaram o assassino a cometer o crime.

Enquanto a família e os amigos de Mary Luna a procuravam intensamente, a adolescente de 17 anos, cuja identidade permanece em sigilo, entrou em contato com seus parentes para informar que precisava de roupas para fugir.

Amiga confessou crime contra adolescente

“Você nunca mais verá a Lua, eu a matei”, disse ele em mensagens de texto via WhatsApp que enviou ao cunhado. Este, então, alertou os familiares de Giraldo Arango, segundo informações revisadas pela Blu Radio .

Nas mensagens ele também explicou onde estava o corpo do menor. Foi então que as forças de segurança se deslocaram até o Rio Cauca e encontraram o corpo sem vida da vítima às margens do fluxo.

Aqueles que conheceram Mary Luna estão consternados. Os familiares ainda não entendem os motivos que levaram o assassino a cometer o crime. Ao saber da notícia do assassinato, a comunidade foi às ruas exigir justiça. Eles marcharam com balões brancos e faixas com o rosto da menina.

Fonte: Polemica Paraiba.com