Medida se alinha a ações do Governo do Estado para potencializar ambiente de negócios do gás natural no Amazonas

A Companhia de Gás do Amazonas (Cigás) investirá mais de R$ 34 milhões na expansão da Rede de Distribuição de Gás Natural (RDGN) no estado, em 2022. A medida representa um novo passo no sentido de fortalecer o ambiente de negócios para o gás natural no Amazonas.

Concessionária de distribuição e comercialização de gás natural, a Cigás planeja, com os investimentos, a construção de 38,6 quilômetros de malha de gasodutos em Manaus. As obras estão previstas para acontecer em bairros de diferentes zonas da cidade, em especial das zonas leste e norte, as duas mais populosas da capital amazonense.

Para a ampliação da malha de gasodutos, a Cigás realiza estudos de viabilidade econômica e de prospecção de potenciais consumidores. Atualmente, a Companhia possui 9,6 mil unidades consumidoras dos segmentos termelétrico, industrial, veicular, comercial, residencial e autogeração/liquefação.

A rede de distribuição de gás natural conta hoje com 182 quilômetros de extensão. Os novos investimentos da Cigás nessa infraestrutura de distribuição se somarão a ações do Governo do Estado que vêm sendo executadas com o intuito de potencializar o ambiente de negócios para o gás natural no Amazonas.

Desde o início de sua operação (em 2010) até o ano passado, a Companhia totaliza R$ 642 milhões de investimentos, em valores corrigidos, no mercado de gás natural no Amazonas.

“Os investimentos a serem realizados pela Companhia, neste ano de 2022, visam contribuir para que este combustível se torne cada vez mais acessível à população amazonense e para o desenvolvimento do mercado local de gás natural, em consonância com as medidas que vêm sendo tomadas pelo Governo do Estado”, frisou René Levy Aguiar, diretor-presidente da Cigás.

Marca histórica e ganho social – Investimentos realizados pela Cigás resultaram em marca histórica de volume comercializado no ano passado. O volume demandado, em 2021, alcançou média de 5,2 milhões de metros cúbicos (m³)/dia.

Os crescentes resultados alcançados pela Cigás têm contribuído com a arrecadação de tributos estaduais pela cadeia de gás natural no estado. Este recurso pode ser utilizado em áreas prioritárias, como Educação, Saúde e Segurança.

Meio ambiente – O segmento do gás natural também tem papel importante na preservação do meio ambiente e do desenvolvimento sustentável na Amazônia. A razão é que, devido às suas diferentes aplicabilidades, o gás natural pode ser utilizado pelas unidades consumidoras da Companhia em lugar de combustíveis mais poluentes, como diesel e óleo.

Outro ganho ambiental com o uso de gás natural localmente foi a retirada de circulação do trânsito da cidade de Manaus de mais de 300 carretas de combustível líquido por dia. Os benefícios decorrentes foram a redução da emissão de CO2, diminuição de substâncias poluentes e a melhoria da qualidade do ar.

Método não destrutivo – A Cigás adota um método inovador de construção, denominado não destrutivo, que não requer a abertura de grandes valas. Ao invés disso, é feito um furo com uma máquina do tipo perfuratriz, a cada 100 metros aproximadamente, possibilitando que a rede seja implantada sob a superfície de ruas e avenidas, sem causar maiores transtornos.

Finalizadas essas fases, a Companhia realiza o recapeamento asfáltico, em duas etapas: a cada finalização de furo diariamente com asfalto a frio (provisório); e, após a conclusão definitiva das obras, em cada trecho, com asfalto quente. Para não ocasionar impactos à mobilidade urbana da cidade, as obras são realizadas preferencialmente em horário noturno.

Para informações, a Companhia disponibiliza o número telefônico 117.