InícioMANAUSDione Carvalho cobra o fim da fila da morte no hospital Francisca...

Dione Carvalho cobra o fim da fila da morte no hospital Francisca Mendes

Pedido de respostas à Secretaria de Saúde do Amazonas e defesa dos direitos das crianças cardiopatas marcam discurso na Câmara Municipal de Manaus.

O vereador Dione Carvalho (Patriota), fez uma forte cobrança ao governador Wilson Lima, na manhã desta Quarta-feira (01/11), durante o grande expediente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), sobre a dificuldade de procedimentos cirúrgicos em pacientes cardíacos no Hospital Francisca Mendes. Atualmente, de acordo com informações do parlamentar, existem inúmeras crianças à espera de um procedimento no cadastro do Hospital Francisca Mendes. Chamada de “fila da morte”, a relação oficial foi requisitada pelo parlamentar junto à Secretaria de Estado da Saúde, para que as informações sejam confrontadas com a que ele possui.

O ex-presidente da Associação de Pais de Crianças Cardiopatas afirmou que antes era conhecido como “inimigo do governo”, mas que essa nunca foi sua intenção. “Entra governo e sai governo e a situação continua a mesma, a fila aumentando e crianças cardiopatas morrendo, e isso não pode ser tratado como normal. Eu não sou inimigo de ninguém, eu sou contra quem deixa crianças morrerem”, disse o parlamentar.

O vereador citou o falecimento recente de três pacientes com cardiopatia congênita no Hospital Francisca Mendes. Segundo parentes, os óbitos ocorreram devido à falta de materiais cirúrgicos.

Durante seu discurso, o vereador mencionou as inúmeras denúncias que chegaram até seu gabinete a respeito da grande demora no Hospital Francisca Mendes no que se refere à realização de cirurgias. Ele destacou a importância do tempo nesses casos, visto que é crucial para as pessoas que sofrem de cardiopatia congênita.
Dione Carvalho cobra o fim da fila da morte no hospital Francisca mendes

Dione Carvalho também citou a Lei 80/80, que regulamenta as ações e serviços de saúde em todo o território nacional, estabelecendo diretrizes para a prestação de assistência à saúde, quer seja executada por entidades públicas ou privadas. O vereador ressaltou que, frequentemente, essa Lei não é respeitada, sendo necessário recorrer a ações judiciais para garantir um direito que já está assegurado na Constituição Federal (CF).

Ao encerrar seu discurso, o vereador reafirmou sua intenção de enviar um requerimento à Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM) para buscar soluções para os problemas relatados em seu gabinete, em relação ao Hospital Francisca Mendes, localizado na zona norte da cidade.

 

 

Fonte: Assessoria de Imprensa do Vereador Dione Carvalho

Foto: Divulgação

 

 

Artigos Relacionados

LEIA MAIS