InícioCULTURAMIR Centro-Sul celebra a ‘Festa dos Tabernáculos’ neste final de semana; organizadores esperam...

MIR Centro-Sul celebra a ‘Festa dos Tabernáculos’ neste final de semana; organizadores esperam 5 mil pessoas

Evento acontece no templo da igreja, na Praça 14, com o espetáculo “Rei de toda a Terra”, desde a origem do povo de Israel, passando pelo início da evangelização entre as nações até os eventos que precedem o retorno do Messias

A tradicional festa bíblica dos Tabernáculos, que faz menção ao tempo em que o povo judeu morou em cabanas na época do exílio do Egito, será celebrada, neste final de semana (20 a 22/10), pelo MIR Centro-Sul. O evento, com entrada gratuita, tem a expectativa de reunir pelo menos 5 mil pessoas no templo da denominação evangélica na Praça 14, em Manaus. A programação tem início na sexta-feira (19h30); no sábado (18h) e encerramento previsto para o domingo, em duas celebrações, às 8h30 e 17h.

O espetáculo tem a direção artística de Jennyfer Lages e Daniel Lages, que ainda é o autor e roteirista da festa. A coreografia é da bailarina Nayana Freitas com três musicas autorais (ato profético) de Lívia Afra, sob a coordenação dos ministros de louvor, os pastores, Aristarco Mello e Jaqueline Mello. A montagem de áudio é assinada pelo maestro Paulo Marinho e, a de vídeo é do editor Paulo Teodósio. Os figurinos são da designer Elizandra Cid. A direção geral é da apóstola Ester Amazonas.

Com o tema “Rei de toda a Terra”, as comemorações serão divididas em três atos, incluindo apresentações de danças, teatro e músicas típicas hebraicas com a participação de quase 600 figurantes. O primeiro ato será encenado na sexta e vai retratar a origem do povo de Deus e a criação de Tabernáculos. No sábado, o evento relembra a formação dos 12 discípulos de Jesus e o anúncio do evangelho entre as tribos e nações.

E, por fim, no domingo, chega-se ao estágio do “Retorno do Messias”, que marca o futuro, que é a entrada da igreja à terra preparada por Deus ao seu povo: os céus. “Será a festa da família com o foco em Jesus, que tabernaculou-se, ou seja, esteve entre nós e, em breve voltará”, resume o apóstolo Arão Amazonas, presidente do MIR Centro-Sul.

»» Simbolismos – A “Festa dos Tabernáculos”, que é uma celebração bíblica, também é chamada de “Festa das Cabanas” e se refere a um dos três grandes festejos de judeus e cristãos por todo o mundo, que ainda lembram da Páscoa e Pentecostes anualmente. No original hebraico, significa Sucá, cujo plural é Sucot (tabernáculo), um abrigo temporário em cabanas.

Para os evangélicos, essa festa é repleta de significados que retratam, por exemplo, a moradia “em cabanas”, uma habitação humilde e sem segurança cuja conotação espiritual é um símbolo que remonta à proteção divina. “Estar debaixo de um lugar com toda essa fragilidade reflete o quanto precisamos depender de Deus e de sua misericórdia”, compara o apóstolo Arão.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa do Mir Centro Sul

Foto: Divulgação

 


Artigos Relacionados

LEIA MAIS