PESQUISA: Em ano de superação, David mantém alta aprovação dos manauaras*

Após 11 meses de mandato, a gestão do prefeito David Almeida segue com altos níveis de aprovação. É isso que revelou a pesquisa do “Direto ao Ponto – Pesquisas”, divulgada nesta quarta-feira, 22/12.

A avaliação do prefeito de Manaus, David Almeida, alcançou 77,7% de aprovação, segundo as pessoas entrevistadas, que foram perguntadas a respeito das principais áreas da gestão – transporte, saúde, educação, infraestrutura, entre outros.

Foram entrevistadas pelos pesquisadores do Instituto Direto ao Ponto Pesquisas, mais de 800 pessoas, com idade acima de 16 anos, por todas as zonas da capital amazonense, no período de 17 de novembro a 21 de novembro, conferindo aos dados mais de 95% de confiabilidade, de acordo com os padrões e normas para pesquisas de satisfação.

Os 77,7% de aprovação correspondem aos primeiros 11 meses de gestão do chefe do executivo municipal, que ainda não teve acesso ao orçamento próprio de sua gestão- iniciando em 2022- e assumiu no período da maior crise sanitária mundial, em um ano com longo período de chuvas e da cheia histórica que abalou tanto a zona urbana da capital, quanto a zona rural ribeirinha e rodoviária, também sob correspondência da Prefeitura.

*Índices*

O Direto ao Ponto- Pesquisas apontou que 12,4% consideram a gestão “ótima”, 30,7% consideram “boa”, 34,7% consideram “regular”, 6,4% consideram ruim, 10% consideram péssima e não quiseram responder corresponde a 5,1%.

*Proporção*

A proporção da pesquisa obedeceu ao critério
de proporcionalidade de eleitores residentes nos bairros de Manaus. A pesquisa foi distribuída conforme o critério da Probabilidade Proporcional ao Tamanho (PPT) com base na quantidade de eleitores aptos a votar no Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), portanto foram entrevistadas uma determinada quantidade de pessoas em quantidade proporcional à quantidade de pessoas dos principais bairros da capital.

*A pesquisa está disponível no portal diretoaopontopesquisas.com.br para acesso e consulta pública.*