InícioMANAUSPrograma de Combate ao Desperdício e à Perda de Alimentos chega a...

Programa de Combate ao Desperdício e à Perda de Alimentos chega a mais de 68 toneladas de doações a 3,4 mil pessoas

*Programa de Combate ao Desperdício e à Perda de Alimentos chega a mais de 68 toneladas de doações a 3,4 mil pessoas*

_Coordenado pela Sepror, programa reduz o desperdício de alimentos e fortalece práticas sustentáveis com oficinas que incentivam o aproveitamento de alimentos_

O Programa de Combate ao Desperdício e à Perda de Alimentos (Pcodeca), coordenado pela Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror), do Governo do Amazonas, chegou a mais de 68 toneladas de alimentos doados a aproximadamente 3,5 mil pessoas. Ao todo, 67 instituições cadastradas no programa foram beneficiadas nos últimos cinco meses de 2024.

O Pcodepa integra as ações voltadas para a segurança alimentar e nutricional da população em situação de vulnerabilidade. O programa realiza a coleta em supermercados, feiras ou estabelecimentos parceiros que possuem FLV’s (frutas, verduras e legumes) que não são comercializados, mas têm qualidade para consumo.

De acordo com a coordenadora do programa, Sara Sales, o Pcodepa segue as diretrizes dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODSs) e da Organização das Nações Unidas (ONU), afirmando que a Sepror pretende aumentar o número de coletas e das doações de alimentos, mesmo diante do reflexo da última estiagem.

“Esse ano já arrecadamos quase 70 toneladas de alimentos e devido à seca severa em 2023, o estado enfrenta dificuldades no abastecimento, refletindo nas doações. Mas apesar disso, o programa vem buscando novas parcerias em diversos estabelecimentos com objetivo de aumentar as coletas e atingir um número maior de famílias beneficiadas” ressalta a coordenadora.

O Instituto Recomeçar foi uma das primeiras entidades sem fins lucrativos a ser beneficiada em 2024.

A representante da instituição, Viviane Santana, ressalta a importância do programa para as pessoas em vulnerabilidade. “Quero agradecer ao programa, pois a partir dele conseguimos atender cerca de 150 famílias em situação de vulnerabilidade social que estão cadastradas no nosso instituto. Essa ação é muito importante, uma vez que a fome é uma das principais causas de morte no mundo e doar alimentos pode ajudar a salvar vidas”.

*FOTOS:* Isaac Maia e Emerson Martins/Sepror



Artigos Relacionados

LEIA MAIS