InícioAMAZONASUEA forma indígenas e não-indígenas em São Gabriel da Cachoeira

UEA forma indígenas e não-indígenas em São Gabriel da Cachoeira

Turmas colaram grau nos cursos de Arqueologia, Gestão Ambiental e Gestão de Alimentos

O município de São Gabriel da Cachoeira, conhecido como “terra sagrada” e “capital dos povos indígenas”, que abriga 23 etnias, foi palco da formação de 68 novos profissionais indígenas e não-indígenas nas áreas de Arqueologia (22), Gestão Ambiental (24) e Tecnologia de Alimentos (22) pelo Centro de Estudos Superiores de São Gabriel da Cachoeira da Universidade do Estado do Amazonas (CESSGC/UEA).

A solenidade de outorga de grau ocorreu na segunda-feira (3/4), no auditório do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas (Ifam), localizado na BR-307, km 0, s/n, bairro Cachoeirinha, em São Gabriel da Cachoeira (distante 852 quilômetros de Manaus). Entre as etnias dos formandos estão: Baré, Baniwa, Cabocla, Dessanos, Korrripaco, Kubeo, Piratapuia, Tariana e Tukano.

Patrícia Mendes Costa, da etnia Dessano e moradora da comunidade Ilha das Flores, é uma das novas arqueólogas formadas pela UEA e uma dos 22 indígenas da turma. “Me sinto emocionada porque a minha mãe veio da comunidade para presenciar minha formação. O choro, hoje, é de alegria. A turma abraçou o curso de Arqueologia e quero agradecer a todos os parceiros pela nossa formação e também à gestão superior por todo apoio em nossa jornada”, disse, muito emocionada.

O curso de bacharelado em Arqueologia, pensado para a região do Alto Rio Negro, já alcançou algumas conquistas: formandos colaboraram com escavações na região que ganharam abrangência internacional, fato que evidencia a qualidade do ensino ofertado pela UEA.

Além disso, o curso de Arqueologia realizou parcerias com o Programa Arqueológico Intercultural do Noroeste Amazônico (Parinã), Museu Emilio Goeldi e com o Museu da Amazônia (Musa). A turma de Gestão de Alimentos é a primeira da região e já aprovou quatro mestrandos na Universidade de São Paulo (USP).

A vice-reitora da UEA, Prof.ª Dra. Kátia Couceiro, representando o reitor da UEA, Prof. Dr. André Zogahib, destacou a importância da formação superior e da vida acadêmica. Ela também ressaltou a parceria entre instituições para devolver, à sociedade, exímios e competentes profissionais.

“A gestão superior tem muito orgulho do que fizeram nesses anos. Relembrei da minha história e dos meus avós, que são de Boca do Acre. E hoje sou médica e represento a gestão superior da nossa universidade. Então, conseguimos chegar muito longe. Valorizem as raízes de vocês. Parabéns aos formandos, muita sorte e tudo o que vocês fizerem usem uma pitada de amor. Porque tudo o que feito com amor e dedicação, tenho certeza que será um sucesso”, reforçou.

O prefeito de São Gabriel da Cachoeira, Clóvis Moreira Saldanha, disse estar muito orgulhoso e bem representado pelos novos profissionais. “Não tive a oportunidade de me formar, mas me sinto representado por vocês, que honram nossos ancestrais e a nossa terra. Quero agradecer à gestão superior da UEA e aos professores por proporcionarem esse momento histórico”, destacou.

Para Eduardo Garcia Gomes, do curso de Gestão Ambiental, a escolha é por gostar de gestão. “O tema ambiental é amplo e, graças a Deus, passei na UEA. Assim, tive a oportunidade de fazer um curso superior em nossa cidade”, explicou

Muito emocionada, a diretora do CESSGC e patronese da turma de Arqueologia, Prof.ª Dra. Solange Pereira do Nascimento, afirmou que o curso de Arqueologia foi um dos maiores acertos para a região do Alto Rio Negro. “São 22 arqueólogos indígenas de várias etnias. É de uma riqueza que ultrapassa as fronteiras da UEA. Fico feliz pelo trabalho da universidade, em especial o trabalho da Pró-reitoria de Interiorização (Proint), do reitor e da vice-reitora. Todos que colaboraram para que culminasse nesse momento tão glorioso”, afirmou.

A solenidade teve os juramentos realizados nas línguas Baniwa, Nheengatu e Tukano e contou, ainda, com a presença da ex-reitora da UEA Marilene Corrêa; dos pró-reitores de Interiorização e de Ensino de Graduação, respectivamente o Prof. Dr. Valber Martins e Prof. Me. Fabio Carmo; do diretor da Agência de Inovação da UEA, Prof. Dr. Antônio Mesquita; e autoridades locais. Durante a outorga de grau, foi homenageado Fábio de Lima Batista, falecido no último dia 31 de março. Ele foi secretário do curso de Arqueologia e servidor da UEA.

 

 

Fonte: Ascom-UEA

Foto: Jacqueline Nascimento

Artigos Relacionados

LEIA MAIS