O Programa de Microcrédito Produtivo Orientado do Governo do Amazonas (Mais Crédito Amazonas), operacionalizado pela Agência de Fomento do Estado (Afeam), atingiu a marca de mais de R$ 50 milhões em créditos contratados neste início de junho. São 4.790 pequenos negócios financiados em seis meses de operação no estado neste ano.

“Não temos medido esforços para incentivar a recuperação da economia, principalmente os pequenos negócios que geram empregos, uma prioridade do Governo”, afirma o governador Wilson Lima.

O diretor-presidente da Afeam, Marcos Vinícius Castro, assinalou o novo marco alcançado pelo programa de microcrédito do Governo do Estado. “O programa tem beneficiado milhares de amazonenses em um momento em que trabalhamos uma série de políticas econômicas para maximizar as oportunidades de desenvolvimento do nosso estado. Sabemos que, para muitos empreendedores, o Mais Crédito Amazonas foi um fôlego necessário para a manutenção de seus negócios e da renda familiar”, aponta.

No total, 67,57% dos financiamentos foram para o comércio, 28,01% para o setor de serviços e 4,42% para o setor da indústria. O setor rural representou 13,40%. O perfil das pessoas financiadas pelo programa é composto por 59,51% de mulheres e 40,49% de homens, a grande maioria (76,87%) é informal e apenas 23,13% são microempreendedores individuais formalizados.

Das aplicações em todo o estado, os municípios do interior receberam maior volume de recursos, com melhor desempenho em percentual, cerca de 60,42%. A capital representa 39% da aplicação total.

O programa financia capital de giro e custeio, despesas/custos operacionais como folha de pagamento, aluguel, contas de consumo, e outros necessários para a implantação, manutenção, ampliação e modernização da atividade produtiva, além das adequações e melhorias nos estabelecimentos e aquisição de máquinas e equipamentos, dentre outros para aumento de produtividade com sustentabilidade.

*Parceria*

No total de beneficiados, estão inclusos empreendedores atendidos pelas secretarias e órgãos de Estado parceiros da Afeam, entre eles as secretarias de Assistência Social (Seas) e de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), e o Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam), responsável pelas propostas do setor rural.

Há ainda atendidos pela Agência de Desenvolvimento Sustentável do Estado (ADS), Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS), Departamento Estadual de Trânsito (Detran-AM), Empresa Estadual de Turismo (Amazonastur), Secretaria Executiva de Trabalho e Empreendedorismo (Setemp), Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam), Companhia de Desenvolvimento do Amazonas (Ciama), e dos serviços nacionais de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae/AM), de Aprendizagem Industrial (Senai) e de Aprendizagem Comercial (Senac), que garantem a inclusão social, de fomento ao desenvolvimento regional.

*Taxa de juros*

Outro diferencial do Mais Crédito Amazonas é a concessão de bônus de adimplência de 25% de desconto sobre os juros, reduzindo para 4,5% ao ano para os microempreendedores que pagarem em dia, estimulando uma cultura de responsabilidade.

*Formas de acesso*

Todo o processo do crédito é feito de forma on-line, por meio do Portal do Cliente, no site da Afeam (www.afeam.am.gov.br). Para operações do setor primário, os interessados devem procurar a unidade local do Idam no seu município com a documentação completa, conforme relação de documentos disponível no site da Afeam (www.afeam.am.gov.br).

FOTOS: Lucas Silva/Secom e Divulgação/Afeam